Conheça os principais recursos de marketing digital utilizados por empresas que estão crescendo até 120% ao ano na internet

O que uma empresa de treinamentos, uma loja especializada em decora√ß√£o e uma metal√ļrgica podem ter em comum? Mais do que voc√™ pode imaginar. O Grupo Luz, a PortCasa e a Geguton comemoraram crescimento de at√© 120% em seus neg√≥cios em um ano marcado pela crise econ√īmica mundial que derrubou diversos pa√≠ses (e companhias) e fez o governo celebrar o crescimento zero apresentado pelo PIB brasileiro como uma fa√ßanha. Para alcan√ßar estes resultados, as tr√™s investiram na internet como uma de suas principais ferramentas de vendas.
O Grupo Luz, de Ribeir√£o Preto, aumentou em 40% o n√ļmero de matr√≠culas de seus cursos de fotografia com campanhas nas m√≠dias e redes sociais. Em S√£o Paulo, a PortCasa cresceu 120% em apenas um ano investindo pesado em marketing digital para sua loja eletr√īnica. E a ga√ļcha Geguton aumentou seu cadastro de clientes ativos em 70% ao facilitar as compras em seu site. S√£o exemplos concretos de empresas que est√£o aproveitando para surfar na grande onda da internet no Brasil, que j√° engloba 66 milh√Ķes de brasileiros, praticamente um ter√ßo da popula√ß√£o. N√ļmeros, ali√°s, n√£o faltam para justificar os investimentos em marketing digital no pa√≠s.
O brasileiro √© o que passa mais tempo online no mundo, uma m√©dia de 44 horas/m√™s, e est√° entre os que mais acessam as redes e m√≠dias sociais como Orkut e Twitter. Com uma presen√ßa t√£o marcante, n√£o √© √† toa que a internet seja cada vez mais importante, inclusive na forma como compramos. Pesquisa realizada recentemente pelo Datafolha revelou que 38% dos consumidores das classes A e B e 30% da classe C levam em considera√ß√£o informa√ß√Ķes de sites para escolher produtos, marcas e lojas. S√£o as pessoas que movimentaram cerca de R$ 10,5 bilh√Ķes no com√©rcio eletr√īnico em 2009.
Para se obter taxas de crescimento de dois a tr√™s d√≠gitos por ano n√£o basta jogar a prancha na √°gua, ou seja, montar o site ou loja virtual e esperar os contatos e pedidos. Requer planejamento de uma s√©rie de a√ß√Ķes de comunica√ß√£o, o que chamamos de marketing digital. E a r√°pida evolu√ß√£o da tecnologia, o surgimento de novos recursos e tend√™ncias faz com que estas a√ß√Ķes tenham de ser cada vez mais coordenadas para atingir seus objetivos. Seguem abaixo os principais recursos e como podem ser melhor utilizados para alavancar seus neg√≥cios.
Site com ‚Äúusabilidade‚ÄĚ: Usabilidade significa facilidade de uso. Quanto maior a usabilidade em um website, maior a rapidez do usu√°rio em aprender a utiliz√°-lo e a encontrar o que procura. Quanto mais f√°cil e mais r√°pido for encontrar o que interessa, maior a satisfa√ß√£o da pessoa que o visita e maiores as chances de um contato efetivo. Ou seja, a palavra de ordem hoje √© simplicidade, portanto nada sites pirot√©cnicos, com introdu√ß√£o animada, geralmente feitos com programa√ß√£o Flash, que demoram uma eternidade para carregar. Ningu√©m tem mais paci√™ncia para isso.
Otimiza√ß√£o: √Č tamb√©m chamada SEO (das iniciais em ingl√™s para Search Engine Optimization, otimiza√ß√£o para mecanismos de busca). De forma simples, a otimiza√ß√£o pode ser entendida como uma s√©rie de t√©cnicas para estruturar as principais informa√ß√Ķes sobre a sua empresa, produtos e servi√ßos contidas no site de forma a serem mais facilmente localizadas pelos buscadores. A base desta organiza√ß√£o s√£o as palavras-chave, frases e t√≠tulos dos conte√ļdos do site, que devem ser espec√≠ficas, constantemente atualizadas e estar diretamente relacionadas aos neg√≥cios, servi√ßos ou produtos da empresa. Mas aten√ß√£o: a otimiza√ß√£o s√≥ funciona em sites constru√≠dos em uma programa√ß√£o que permita aos buscadores identificarem estas palavras, por isso mais um motivo para n√£o usar o Flash, pois al√©m de tornar o site mais ‚Äúpesado‚ÄĚ para carregar, tamb√©m dificulta a localiza√ß√£o das palavras-chave.
Publicidade online: √© a propaganda feita na internet e se divide de duas formas. A primeira √© por meio de links patrocinados em sites de busca, como o Google Adwords ou o Yahoo! Search Marketing, e √© indicado para venda direta. Por exemplo, se voc√™ possui uma loja de c√Ęmeras fotogr√°ficas, pode vincular seu an√ļncio para aparecer ao lado dos resultados relacionados √† fotografia. A segunda √© por meio de an√ļncios (tamb√©m chamados banners) em sites, redes e m√≠dias sociais relacionados ao produto ou servi√ßo, sendo indicada como publicidade institucional. Nesse caso, o ideal √© vincular o an√ļncio da sua loja de c√Ęmeras fotogr√°ficas em sites e comunidades especializados em fotografia.
As duas vêm revolucionando a publicidade por serem extremamente acessíveis (qualquer empresa pode iniciar sua própria campanha com orçamento modesto) e permitir a mensuração dos resultados das mais diversas maneiras, sendo ideal para pequenas e médias empresas. Porém, a simplicidade em criar e colocar no ar as campanhas pode ser enganosa. Se não forem atualizadas constantemente para acompanhar as mudanças da concorrência, corre o risco de não gerar os resultados esperados.
Intelig√™ncia de Mercado: Os mecanismos de busca como o Google oferecem gratuitamente ferramentas para monitoramento. Permitem mensurar, por exemplo, qual a ‚Äúaudi√™ncia‚ÄĚ do site da empresa (origem geogr√°fica, p√°ginas mais visitadas, tempo de perman√™ncia, como o internauta chegou ao site, quais conte√ļdos influenciam no processo de compra) e a tend√™ncia e procura mensal por palavras-chaves (entendam-se, neste caso, produtos ou servi√ßos oferecidos por sua empresa), assim como o posicionamento do site e dos concorrentes nas pesquisas. √Č uma forma eficaz e acess√≠vel de intelig√™ncia de mercado.
Redes Sociais: Redes sociais como Orkut, Facebook, Plaxo, MySpace, etc., assim como as m√≠dias sociais (Twitter, Flickr, Slideshare e cong√™neres) s√£o o grande tema do momento da m√≠dia. Diariamente surgem casos de empresas que as utilizaram com sucesso, levando muitos especialistas a declarar que o futuro dos neg√≥cios est√° nestas plataformas. Exageros √† parte, n√£o h√° como contestar sua import√Ęncia como canais de comunica√ß√£o direta entre a empresa e seus clientes. Mas antes √© preciso entender como funcionam, como seu p√ļblico-alvo interage e, com base nestas informa√ß√Ķes, definir as mais adequadas, monitorando os resultados.
E-Mail Marketing: A propaganda por e-mail √© uma das mais conhecidas e eficazes ferramentas de marketing digital que se tem not√≠cia. Pesquisa realizada recentemente revelou que 64% dos entrevistados afirmaram fazer compras ap√≥s o recebimento de um e-mail promocional. Em contrapartida, √© uma das mais mal utilizadas. O primeiro passo de uma campanha √© estabelecer objetivos e uma estrat√©gia sobre como utilizar as diferentes formas de mensagem. Um e-mail marketing pode ter diferentes prop√≥sitos: transmitir informa√ß√Ķes relevantes para o receptor (caso das newsletters), oferecer uma promo√ß√£o, destacar os diferenciais de seus produtos e servi√ßos, ser uma ferramenta de relacionamento (com cumprimentos de anivers√°rio, ano novo, novo cliente, promo√ß√£o no cargo, etc.).
Por Silvio Tanabe
[www.mundodomarketing.com.br]